segunda-feira, 20 de junho de 2011

Ele fez mal


Só eu sou testemunha do bem que você me fez.
Desde o primeiro dia, ninguém é tão testemunha do bem que você é pra mim.
Você não está só de mãos dadas comigo, eu estou dentro das suas mãos - e não tenho medo disso.
Faz tanto tempo que tudo o que eu quero ver são os seus olhos, e é isso que torna tão injusto quando você diz que minto.
Nunca precisei dizer, mas mesmo assim, você não nota?
Por que não assume que é pra você?
Ninguém é tão testemunha do jogo que você faz tentando negar que não vê.
Por que não admite que só você pode botar cor?
E você ainda não abre que a culpa é sua!
Por que cê não se abre? A culpa foi toda sua.
(tô falando com você, azedo, cabeça de caraminholas!)

Amanda Reis

quarta-feira, 15 de junho de 2011

lua cheia





dizem que quando a lua cheia aparece, os lobos uivam, as crianças fazem xixi na cama, as mais idosas acendem velas, os indígenas dançam em volta do fogo, os amantes amam, os cachorros pensam que são lobos e uivam também, os mendigos de rua se acobertam em vielas mais sombrias, os taxistas preferem levar prostitutas, os artistas apenas olham pela janela, as meninas fazem tranças, os meninos ralam peito, os cachimbos fumaceiam mais ainda, os palhaços pensam um pouco, os dedos saltitam, as letram confundem-se, o filme nem sempre tem happy end, as estrelas emprestam o brilho, os sorrisos parecem escrachados, os abraços são intensos, os enfermos anestesiam-se, as páginas contradizem-se, as loucuras são mais saborosas, os pecados multiplicam-se, passarinhos aguardam o sol, as fotos são mas belas, as canções mais cativantes, os afagos mais certeiros, pares de olhos, mas torturantes, as paixões...ah! as paixões! estas, são frutos da lua cheia.

domingo, 12 de junho de 2011

Já existe


Existe a alma mais bonita e complicada que meus olhos presenciaram chegar. Já foi feita e refeita - e deve estar sendo lapidada neste instante em que lhe escrevo. 
Estou bagunçando suas ideias quando afago seus cabelos. E se faço flores de papéis para te ver chegar, é para entortar o rastro dos passos que você deixou por pensar que assim saberia onde pisar por uma vida inteira.
Sejamos muito mais sentido que sentimento. E não se comprometa. Envolva-se em todos os instantes. Comece e termine em todos os dias. Não saia vazio, nem satisfeito. Repita o começo e nunca termine de um jeito bonito. Porque é preciso esperarmos os próximos encontros como se fossem os únicos, sempre.
Estou retirando seus segredos enquanto coloco a mão na sua nuca. E se me esqueço de possíveis defeitos é para que entenda que você é muito mais surpresas que qualquer tropeço.
Preocupe-se mais - enquanto isso me deleito. Tiro os sapatos quando começa a colocar suas ideias no braço do sofá. Busco um cobertor quando você preferir falar da distância. E nunca fique simplesmente perto.

Quando você se confundir nos gestos, que sejamos mais beijo sem explicação do que palavras explicativas. E mais palavras que argumentos. E você, tenha mais argumento que decisão. E, quando se confundir nos pensamentos, beije. Mas, saiba sempre não se render.
Esteja eternamente a um passo do começo. Para que tenhamos pela vida toda mais expectativas que chegada. Para que estejamos sempre mais para o abraço e menos para o laço. Mas, não se renda - para não se perder. Mantenha os olhos firmes na ponte que atravessa, e vá somente até a metade. Deixe que eu me aproxime pela outra ponta do caminho.
Que sejamos sempre começo. E que no futuro saibam de nós somente pela metade, e com a gente aprendam a querer por inteiro.



quinta-feira, 9 de junho de 2011

Tempo perfeito, tempo mano velho!

"Se você tá sofrendo por causa de um amor perdido, eu tenho más notícias: não há nada que você possa fazer e não há ninguém que possa ajudar.Na melhor das hipóteses, você vai ter um amigo paciente pra levá-lo a um bar e ouvir suas queixas, e eventualmente buscar você em um bar e levá-lo pra casa com segurança nos dias em que você se comportar feito um louco.
Na verdade até existe alguém capaz de curar sua dor, mas esse alguém não costuma ter pressa. Ele se chama tempo.
Portanto, procure levantar sua cabeça e dar um passo adiante, por menos que seja, pq você ainda tem um longo caminho a percorrer dentro deste inferno.
Ter pena de si mesmo não vai ajudar em nada. E por mais que vc não acredite, eu posso garantir que você sente algum prazer em cultivar este sofrimento. Sim, estar triste é uma forma de exercer a paixão quando o alvo dessa paixão já se foi. Você está usufruindo seu direto de viver eternamente apaixonado. Isso é ótimo, prova que você é um romântico. Mas, coisas otimas não costumam ser baratas e você tem que pagar o seu preço.
Em algum momento tudo isso vai passar. E, neste caso, quando o furacão for embora, ele não deixará destroços. Tudo estará em seu devido lugar, como se nada tivesse acontecido.
Você vai recuperar suas horas de sono, vai se sentir revigorado, vai tá feliz consigo mesmo, vai levantar sua auto estima, você vai estar pronto pra entregar seu coração a outra pessoa, mesmo correndo o risco de partí-lo em mil pedaços novamente. Porque o amor sempre vale a pena."
(texto da campanha publicitária do Serenata de Amor)






domingo, 5 de junho de 2011

Sobre tudo


Sócio, minha leveza de pensamentos está quite com os 50 quilos do meu corpo. Estou pequena por dentro, e não pequena de miserável, mas de essencial.
A vontade doida que bateu de organizar as coisas deve ter um significado mais pra dentro da gente do que pensamos. E depois de separar e olhar para tudo, vi o quanto as ideias andavam etiquetadas dentro de mim há muito mais tempo. 
Como se a cura chegasse antes do final dos sintomas, sabe?
Doei metade das roupas, a maioria nunca usadas. Compradas na vontade de adotar um estilo que depois pudesse vir a parecer comigo. Não me adaptei a ser o que eu nunca fui. Doei calçados, brincos, bolsas.
E sem perceber, comprei muito também. E comprei coisas que não se pareceram com quem eu fui até passos atrás, mas que dão o tom daquela que eu vejo hoje quando pergunto por mim. Eu sou muito mais colorida. E ando rindo alto também.
Os sentimentos eu não doei a ninguém, nem deixei estocado no quintal de outros. É precisar tratá-los como o esgoto. Atribuir o que nos pesa à falta de cuidados deste ou daquele, só faz protelar a purificação - que é tão bonita!
Fato é que eu encontrei pelo caminho que eu pensei ser o mais difícil aquela pessoa dá qual te falo sempre. A presença à distância, que nem sonha com o quanto me colore.
Se em outras vezes alguém me completava, sócio, este me transborda. Não me basta ou me alimenta. Ele me interessa. É meu pé de laranja lima do quintal. Minha coleção de vinis. Meu prazer pequeno e simples.
É por quem eu me encanto diferentemente a cada acesso à memória. E posso despertar no meio da noite para lembrar-me de todo o bem que ele me causa, até a hora do despertador.
To sincera da casca ao caroço com as pessoas. E posso falar pra mim sinceridades grosseiras sobre o que me aconteceu de complicado, sem peso, nem dó. Porque eu sou de ferro, sócio. E inteira. Inteiramente plenitude.
Os episódios estão devidamente encadernados. E há tantas folhas em branco na minha frente, que eu tenho medo de afogar-me.
Agora, posso dormir às 20h num sábado. E virar a madrugada de domingo para segunda acordada. É diferente. É prazeroso. É novo. Posso estar pronta pra sair, e decidirmos ficar. E podemos ir ali ou longe sentados no degrau da varanda. E posso ainda me arrumar por uma hora, somente para olharmos um pouco as variáveis da vida com os ombros lado a lado.
Experimentando as mesmas coisas, nos mesmos lugares, com a parceria da cabeça cheia das caraminholas mais fenomenais que eu já fui induzida a imaginar, ainda me espanto, diariamente, com a figura que, distante na geografia, abraça e acompanha.
Com o aprendizado que vem do dono do pensamento mais bonito, mas ainda inseguro e frágil, que não faz ideia do quanto me enfeita e me expõe ao sol mais raro e milagroso.


sábado, 4 de junho de 2011

Antiga, antiga, tão antiga - e eu me lembro

Quando eu tinha uns 10 anos ouvi esta canção num programa da TV Cultura e ela nunca mais saiu da minha cabeça. Eu tenho o programa gravado numa das fitas que a gente grava e nunca mais assiste e jamais me dediquei a procurá-la.
Mas como hoje é dos dias em que ela não me sai da cabeça, joguei no Google e...simples e gostoso como ganhar um abraço demorado!





Cantiga Antiga

Eu fiz uma cantiga bem antiga pra você / Pensando que você fosse gostar
Voltar no nosso tempo de crianças / Quando a gente ainda brincava
Eu puxava as suas tranças / Só pra ver você zangar
Você zangava e me chamava / De boboca perna torta
Perna torta é a vó...
Eu fiz uma cantiga muito antiga pra você / Tentando só fazer você lembrar
Que eu era o menino calças curtas / De cabelo arrepiado
Que queria ser soldado / Do primeiro batalhão
E ganhar mais de 1 milhão / E a gente se casar
Eu fiz esta cantiga tão antiga / Tão antiga que você / Nem vai lembrar...

(Silvio Cesar / Sylvan Paezzo)
.
.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

desafogo

Não fique assim. Tão séria. Já ouviste que o mundo não é mesmo sério. Já desapontaste com mestres que mostraram-se fracos. Já percebeste que olhos nem sempre olham fixos. Mas amo um par de olhos que foge de mim e pe fixa ao me perceber fugir.

Hoje o dia foi massante, eventos, recepção, gente, gente...agora parece aquele instante entre uma onda e outra, um marasmo efêmero, uma marola no sentido inverso, o mar que puxa para depois tragar e ir à forra com tamanha ou maior intensidade. E nesse instante efêmero lembrei de ti, moça da franja incerta e incômoda e maleducada. Não percebi relances do seu último suspiro nesse blog que sempre ampara consciências e desejos dos mais diversos, mas pareceu nascer de uma madrugada confusa, turva como a tarde que já se foi, a partir de...agora!

Então assim percebo que me falta tão pouco, mesmo que esse pouco sejas tantas falas ainda sem princípio, tantos passos ainda imóveis. Ah! santo blog, me deixa tão à vontade, misturar sensações de leveza e sorrisos que se confundem na minha mente depois de horas estenuantes.

Por ora era isso. Não fique assim, nao se prenda naquilo que não está nunca no mesmo lugar, com a mesma expressão facil, com a mesma intenção sacana. Fuja, dentro dos sonhos e daquilo que é um pouco além do possível.

Bom descanso.