quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

paciência...

Sabe, sócio...dia desses fiquei contemplando o Lenine um tempão. Nunca presto atenção nele. Mas a TV estava ligada numa reprise do Sem Censura e fui ficando ali...
A coitada da canção que o fez bonito aos mais populares é uma das coisas que perde tanto a força quando é muito compartilhada. E eu tive pena dela.
Sócio...a vida não para. A vida realmente não para. Realmente a vida não para. E essa canção é tão linda que fiquei pensando que ela deveria ser proibida de ser tocada todo dia.
Mas a gente continua fingindo que leva numa boa essa coisa de não ter o direito de pausar.
E ainda fingimos conseguir...cantando com a mesma cara de sempre, aquela com a qual também fingimos diante de tantas outras eternas impossibilidades.




Nenhum comentário: