sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

onde eu deveria estar?

"- Mesmo que aqui eu não faça nada além de trabalhar, passo em frente aos locais que eu deveria estar frequentando..."
.
.
assim tive a ideia deste post. em uma prosa solta antes do almoço, pulou a frase citada acima e me fiz a pergunta: onde eu deveria estar? a idade ainda não me avançou, mas estive em vários lugares. sem ordem cronológica, sem ordem de importância, sem ordem alfabética...estive em meio a uma reforma de escola na minha infância e descobri o que camadas de tinta podem fazer escondendo obras de arte deixadas décadas atrás...estive estradas que me encheram de reflexões e, em tardes infinitas, me fizeram a companhia ideal...estive em uma rua bem pequena, descobrindo a infância nas mais inocentes brincadeiras...estive em cidades que me marcaram para sempre...estive ao lado de alguém mais velho que me ensinou muito mesmo sem mesmo ter ido a escola...estive em uma escadaria, numa tarde inesperada, sem imaginar que estava proporcionando um bem estar em alguém...estive em um local silencioso e ali encontrei risos que me fizeram rir...posso falar um pouco mais desse lugar silencioso? claro, o texto parece deslizar sem culpas mesmo....então estive em um lugar silencioso e acabei me conhecendo mais do que imaginava...gostei da pessoa que encontrei em mim...ali encontrei tons, toques, sentimentos que me dão novo sentido aos dias....estive em silêncio, ouvindo muite gente descobrindo seu futuro...estive em um local com sombra, com árvores que me fizeram levitar quando suas folhas resolveram cair sem permissão...
.
mas onde eu deveria estar?
.
quanta pretensão.
.

Nenhum comentário: