domingo, 12 de junho de 2011

Já existe


Existe a alma mais bonita e complicada que meus olhos presenciaram chegar. Já foi feita e refeita - e deve estar sendo lapidada neste instante em que lhe escrevo. 
Estou bagunçando suas ideias quando afago seus cabelos. E se faço flores de papéis para te ver chegar, é para entortar o rastro dos passos que você deixou por pensar que assim saberia onde pisar por uma vida inteira.
Sejamos muito mais sentido que sentimento. E não se comprometa. Envolva-se em todos os instantes. Comece e termine em todos os dias. Não saia vazio, nem satisfeito. Repita o começo e nunca termine de um jeito bonito. Porque é preciso esperarmos os próximos encontros como se fossem os únicos, sempre.
Estou retirando seus segredos enquanto coloco a mão na sua nuca. E se me esqueço de possíveis defeitos é para que entenda que você é muito mais surpresas que qualquer tropeço.
Preocupe-se mais - enquanto isso me deleito. Tiro os sapatos quando começa a colocar suas ideias no braço do sofá. Busco um cobertor quando você preferir falar da distância. E nunca fique simplesmente perto.

Quando você se confundir nos gestos, que sejamos mais beijo sem explicação do que palavras explicativas. E mais palavras que argumentos. E você, tenha mais argumento que decisão. E, quando se confundir nos pensamentos, beije. Mas, saiba sempre não se render.
Esteja eternamente a um passo do começo. Para que tenhamos pela vida toda mais expectativas que chegada. Para que estejamos sempre mais para o abraço e menos para o laço. Mas, não se renda - para não se perder. Mantenha os olhos firmes na ponte que atravessa, e vá somente até a metade. Deixe que eu me aproxime pela outra ponta do caminho.
Que sejamos sempre começo. E que no futuro saibam de nós somente pela metade, e com a gente aprendam a querer por inteiro.



Um comentário:

Pipoca Moderna disse...

Não se afobe não que nada é prá já! amores serão sempre amáveis....