terça-feira, 28 de outubro de 2014

rfx 2



Retomar é preciso?
Qual a chance de dar certo seguir adiante?
E qual a chance de dar nó? De lançar pra trás os olhos e se arrepender tão tarde?
Qual compromisso eu tenho com o erro alheio?
Qual compromisso eu tenho com a confusão alheia?

Retomar é preciso?
Caminhando pela cerca tão farpada, por tantos verões doídos, com passos tão doloridos, descobriu-se que o impossível existia e se abria diante do próximo passo. Pisar?

Retomar é preciso?
Seguindo por tantas armadilhas, negando as alegrias de atalhos com cores, vivendo na sede, vislumbrou o fim da imensa sequidão e sentiu dúvida. Pisar?
Qual compromisso eu tenho com o meu sonho?
Qual compromisso eu quero ter agora?




Nenhum comentário: