sexta-feira, 23 de abril de 2010

ESTAVA PROCURANDO ALGO ESPECÍFICO?




serias tu a versão do que não fui? serias tu o eu com outra e qualquer vestimenta, com doses consideráveis a mais de sabedoria uma vez que, passando bem dos vinte e poucos anos, não constituíste sérios compromissos??? acho que é isso mesmo, quando penso em vc penso que és o que eu escolhi deixar para depois...não tenhas pressa com as palavras, muito menos com cada letra que povoa seus escondidos desejos. guarde seus fonemas para um lugar e um tempo sem ressentimentos. em meio a uma apertada agenda, guardo comigo um sorriso no canto da boca, dois braços que se estendiam ao vento, com certeiro destino. Será que está mesmo fazendo silêncio lá fora ou foram meus ouvidos que pararam? Ando sem tanta inspiração...


...ando sem tanta inspiração que resolvi mudar de assunto...posso?


então, já reparaste no ser humano? Quer conhecer o ser humano dê-lhe chances. Chance de chegar e partir e ele estranhamente congela. Procure uma praça, de um piscar de olhos e uma multidão de bancos, tomados, repletos de gente que se levantaram, escolheram uma roupa e ...de repente, apenas se sentaram. Quer oferecer a chance de mudar? Estúpida ação. A graça é justificar o lamento. Anuncie a chance do que desejar. Anuncie a chance de expor desejos...Encontrará mudos. Senão de corpos, mas certamente de atitudes. Ah! Pra quê?! A TV já faz a minha parte.

Nem sei porque leste até aqui.


ESTAVA PROCURANDO ALGO ESPECÍFICO?

Nenhum comentário: